Biossurfactantes Derivados de Leveduras

 

Introdução

Biossurfactantes são compostos de origem microbiana com propriedades emulsificante, tensoativa, antimicrobiana e antitumoral. A produção em larga escala desses compostos ainda é um fator preocupante, já que os custos do processo são elevados. Uma forma de solucionar este problema é a produção a partir da utilização de subprodutos industriais, como por exemplo, os materiais lignocelulósicos do setor sucroalcooleiro. 

Objetivos

Produção de biossurfactantes por leveduras não-patogênicas utilizando o hidrolisado hemicelulósico do bagaço de cana-de-açúcar como principal matéria-prima diminuindo os custos de produção dessas substâncias e utilizando técnicas sustentáveis.

 

 

Aplicações e público alvo

• Indústria química e de petróleo (desenvolvimento de novos materiais, aplicações em MEOR e biorremediação);

• Indústria alimentícia (principalmente como agentes emulsionantes);

• Indústria farmacêutica (principalmente para o desenvolvimento de cosméticos);

• Agricultura (uma nova aplicação no controle de pragas – futuros biopesticidas);

 

Estudos para futuras aplicações como agentes antimicrobianos, antitumorais e anti-aderentes, na eliminação de larvas de mosquitos vetores de doenças tropicais, como por exemplo, Aedes aegypti.

 

Estágio de desenvolvimento
 

 

Pedido de patente registrado sob o nº: BR 10 2014 031965-4

Informação sobre a PI:
Para mais informações, entre em contato:
Alexandre Venturini Lima
Universidade de São Paulo
55 11 3091 2938
alelima@usp.br
Inventores:
Silvio Silvério Da Silva
Maria Das Graças Almeida Felipe
Larissa Canilha
Palavras-chave:
© 2019. All Rights Reserved. Powered by Inteum