Autenticação de Vídeo pelo Código de Pontos

 

Introdução

Dada a facilidade com que os vídeos podem ser manipulados, um vídeo pode não possuir valor como prova legal, se não houver algum meio de autenticá-lo, isto é, comprovar que o vídeo não foi editado fraudulentamente e que foi gerado por uma filmadora específica.

 

Objetivos

Propomos um sistema de autenticação de vídeo que calcula a função hashing perceptual do vídeo, criptografa-a e insere os bits resultantes como uma série de pontos numa pequena região espacial do vídeo.

 

 

Aplicações e público alvo

A técnica possui as seguintes propriedades:

• O código de autenticação fica armazenado no próprio vídeo.

• O vídeo não sofre degradação, exceto na região destinada a receber o código de autenticação.

• O sistema consegue detectar inserção, remoção e substituição de quadros, e localizar a região modificada.

• O vídeo autenticado resiste a diferentes níveis de compressão, e ao ajuste de brilho, contraste e coloração.

 

 

Estágio de desenvolvimento

 

Parceiros:  FAPESP e Flexmedia
Patente protegida sob o nº: PI 1003850-7

Informação sobre a PI:
Para mais informações, entre em contato:
Alexandre Lima
Universidade de São Paulo
alelima@usp.br
Inventores:
Hae Yong Kim
Palavras-chave:
© 2019. All Rights Reserved. Powered by Inteum