Equipamento Emissor de LED ou Laser e Processo de Controle de Pythium spp

 

Introdução

A pitiose é uma doença causada por um falso fungo denominado Pythium insidiosum. Este micro-organismo difere dos fungos verdadeiros por apresentar celulose em sua parede celular e não possuir ergosterol em sua membrana plasmática. Essas características dificultam a ação das drogas antimicrobianas, tornando o tratamento da doença pouco eficaz. O tratamento convencional é a ressecção cirúrgica, entretanto recidivas são frequentes. Estima-se que a doença afete aproximadamente 14% dos equinos do pantanal brasileiro. A Tailândia é uma região endêmica da doença em humanos, e casos de amputação de membros tornou-se muito comum. Esta tecnologia permite o tratamento da pitiose cutânea em humanos e animais com bons resultados estéticos e funcionais.

Objetivos

Desenvolvimento de um equipamento modulável de diodos emissores de luz com emissão em 660nm. Este equipamento tem uma área de aproximadamente 20x50cm2  para possibilitar a irradiação de toda a lesão de pitiose, principalmente em equinos. O tratamento de cavalos naturalmente infectados demonstrou o grande potencial do produto e da metodologia.

 

Aplicações e público alvo

• Tratamento de pitiose e outras infecções cutâneas animal e humano

 

Estágio de desenvolvimento
 

Parceiros: Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”

Patente registrada sobre n° BR 10 2012 008710-3

 

Informação sobre a PI:
Para mais informações, entre em contato:
Alexandre Lima
Universidade de São Paulo
alelima@usp.br
Inventores:
Cristina Kurachi
Layla Pires
Sandra De Moraes Gimenes Bosco
Vanderlei Salvador Bagnato
Palavras-chave:
© 2019. All Rights Reserved. Powered by Inteum