EXOESQUELETO PARA MEMBROS INFERIORES

 

INTRODUÇÃO

        O número de casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC) vem aumentando consideravelmente, podendo atingir desde jovens até idosos. O AVC pode levar a sequelas graves que atingem em torno de 50% dos sobreviventes, incluindo as áreas neurais que controlam o movimento, tanto de membros superiores quanto inferiores.

        Embora a melhoria dos medicamentos para a proteção e recuperação pós-AVC possa eventualmente aumentar a taxa de sobrevivência e diminuir a severidade do AVC, o número de pessoas que demandam reabilitação tende a aumentar significativamente.

        A presente invenção refere-se a um exoesqueleto e se insere mais especificamente na reabilitação dos movimentos dos membros inferiores em pacientes com dificuldade de locomoção, buscando a diminuição dos danos causados por sequelas motoras e o aumento do rendimento no tratamento fisioterápico, pela reabilitação robótica.

        Tal sistema é ajustável ao corpo do usuário, tendo abrangência nas três articulações, quadril, joelho e tornozelo, podendo ter configurações diferentes, trabalhar as articulações de forma integrada ou individualmente e com a possibilidade de usar atuadores ativos e passivos para estímulo dos movimentos.

 

APLICAÇÕES E PÚBLICO ALVO

        O intuito é que o paciente realize movimentos básicos como caminhar, subir e descer escadas, sentar e levantar. O dispositivo também conta com um sistema de segurança que pode limitar os movimentos de acordo com o tratamento desejado, tendo como público alvo, empresas que atuam na produção de dispositivos e equipamentos de tecnologia assistiva.