TRATAMENTO DE INFECÇÕES E PROCESSOS DE ENVELHECIMENTO COM O USO DE MICROPARTÍCULAS

 

Introdução

Mais de 50% dos fármacos aprovados nos últimos 30 anos são derivados de produtos naturais, uma vez que estes apresentam propriedades biológicas que são de elevado interesse comercial como, por exemplo: antioxidante, antienvelhecimento, adstringente, anti-inflamatória, antiviral e antibacteriana. Contudo, a utlização de ativos naturais muitas vezes levam à instabilidade das formulações.

Sistemas microparticulados e extratos glicólicos podem ser obtidos de extratos vegetais, os quais podem atuar na prevenção do envelhecimento cutâneo, em tratamentos de enfermidades provenientes do processo oxidativo e no tratamento de infecções causadas por microrganismos.

 

 

Objetivos

A tecnologia consiste em um processo de obtenção de sistemas microparticulados de Dalbergia ecastaphyllum e de própolis vermelha, os quais podem ser utilizados como ingrediente ativo em medicamentos, para o tratamento de infecções causadas por microrganismos, assim como em cosméticos, para inibição do envelhecimento cutâneo e de outros processos oxidativos. Tais sistemas microparticulados garantem estabilidade física e química à formulações, além de uma absorção favorecida dos ativos.

 

Aplicações e público alvo

Indústria cosmética e farmacêutica.

 

Informações Adicionais

Desenvolvida na Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da Universidade de São Paulo (USP). O pedido de patente está depositado e disponível para licenciamento ou parceria com a USP para desenvolvimento industrial.

 

Estágio de desenvolvimento
 

 

Pedido de patente depositado sob o nº: BR102012017623-8

 

Informação sobre a PI:
Para mais informações, entre em contato:
Flávia Oliveira Do Prado Vicentin
Universidade de São Paulo
55 (16) 3315-4591
foprado@usp.br
Inventores:
Claudia Regina Fernandes De Souza
Edivaldo Ferreira Pacheco Filho
Maira Neto Zampier
Wanderley Pereira De Oliveira
Palavras-chave:
© 2019. All Rights Reserved. Powered by Inteum