SISTEMA PARA MAPEAMENTO DE FENÔMENOS URBANOS

 

INTRODUÇÃO
         Com o crescimento das áreas urbanas, o abastecimento energético tornou-se necessidade básica para o funcionamento de empresas, comércios e no cotidiano da população. Tendo conhecimento das falhas e vulnerabilidades que o sistema de energia elétrica tem ao redor do mundo, a tecnologia propõe um sistema técnico-científico que identifica pontos vulneráveis da cidade analisada, mapeia-os e os classifica – entre muito alto, alto, médio e baixo -  a partir de indicadores de vulnerabilidade energética baseados na literatura existente para auxiliar no refinamento e garantia de resultados.

        Esses indicadores não são fixos e podem variar de acordo com diferentes contextos, resultando em diferentes classes de vulnerabilidade. Isso significa que esse tipo de representação não é permanente, mas dinâmica e pode ser modificada imediatamente, inserindo novos indicadores ou alterando suas ponderações, de acordo com os diferentes contextos em que estes serão aplicados. O grupo utilizou como exemplo o mapeamento da vulnerabilidade energética no município de São Paulo, mas poderia servir a outros propósitos (mobilidade, riscos, emissões, abastecimento de água etc.) e ser replicado para qualquer outra cidade do mundo, contanto que os dados estejam disponíveis.

 

APLICAÇÕES E PÚBLICO ALVO

         Este mapeamento pode facilitar tanto o setor público, para que sejam tomadas providências para acabar com a vulnerabilidade e eminentes perigos da área identificada, quanto as empresas fornecedoras de energia, e o mercado imobiliário. 

 

 

Figura - Este é um exemplo de um produto elaborado a partir do sistema aqui proposto: identificação, espacialização e classificação de áreas da cidade de São Paulo segundo sua vulnerabilidade energética.                     

 

  ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO

 

 

Área: Tecnologia da Comunicação e Informação 0032/2018  FFLCH e IEE                     Polo São Paulo

Patente protegida sob o nº:  BR102018008932-3                                                                 alelima@usp.br

APOIO E FOMENTO: “Research Centre for Gas Innovation - RCGI”                        www.patentes.usp.br

(Shell-Fapesp Proc. 2014/50279-4)

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

“As opiniões, hipóteses e conclusões ou recomendações expressas neste material são de responsabilidade do(s) autor(es) e não necessariamente refletem a visão da FAPESP”.

Informação sobre a PI:
Para mais informações, entre em contato:
Alexandre Venturini Lima
Universidade de São Paulo
55 11 3091 2938
alelima@usp.br
Inventores:
LUIS ANTONIO BITTAR VENTURI
ALEXANDRE VASTELLA
Palavras-chave:
© 2019. All Rights Reserved. Powered by Inteum