SISTEMA DE SEPARAÇÃO GRAVITACIONAL DE CH4, CO2 E OUTROS GASES, ATRAVÉS DE CAVERNAS DE SAL

 

SISTEMA DE SEPARAÇÃO GRAVITACIONAL DE CH4, CO2 E OUTROS GASES, ATRAVÉS DE CAVERNAS DE SAL

Alvaro Maia da Costa; Claudio Augusto Oller do Nascimento; Felipe Ruggeri; Julio Romano Meneghini; Kazuo Nishimoto;  Pedro Vassalo Maia da Costa;

 

INTRODUÇÃO

                          A indústria petrolífera é, hoje em dia, uma das mais importantes e rentáveis no cenário mundial. Responsável pela geração da energia e insumo para a produção de diversos produtos industriais, como borracha e solventes, o mercado encontra-se em constante ascensão. Atualmente, mais de 50% da produção de petróleo brasileira é proveniente da exploração dos campos do pré-sal. Entretanto, alguns campos apresentam a peculiaridade de apresentarem grande quantidade de gás associado ao petróleo e com elevados e diferenciados teores de contaminação de CO2. Dessa forma, a indústria passou a estudar alternativas tecnológicas para separar o gás natural do CO2 em grandes quantidades, uma vez que tanto o CO2 quanto o CH4 não podem ser ventilados no meio ambiente devido ao impacto que causam e a políticas de redução da emissão de gases do efeito estufa.

                          Foi através dessa circunstancia que surgiu o sistema de separação gravitacional de CO2 e CH4 e outros gases, aproveitando as grandes camadas de rocha salina do pré-sal, cavernas de grandes dimensões são construídas permitindo a captura e o armazenamento de grandes volumes de CO2 produzido durante a exploração de campos offshore. Dessa forma, as cavernas atuam como tanques naturais gigantes. Um grande benefício dessa tecnologia, além do fato de possibilitar a separação e monetização de CH4, é poder viabilizar a produção de petróleo em campos que já atingiram o limite de CO2 tratável, reduzindo os riscos e custos dos sistemas atuais.

 

APLICAÇÕES E PÚBLICO ALVO

                              A tecnologia serve como ferramenta de apoio na área de Energia, auxiliando na captação e estocagem de CO2 produzido durante a exploração de petróleo dos campos do pré-sal brasileiro.

 

 

A figura 1 mostra a plataforma de perfuração e controle operacional das cavernas em

operação sobre o “cluster” de cavernas.

 

ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO

 

 

Área: Energia e Outros 0096/2017 Escola Politécnica da USP       

APOIO E FOMENTO: processo no 2014/50279-4, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado deSão Paulo (FAPESP). “As opiniões, hipóteses e conclusões ou recomendações expressas neste material são de responsabilidade do(s) autor(es) e não necessariamente refletem a visão da FAPESP”.

Patente protegida sob o nº: BR102018005769-3                                              Contato: Polo São Paulo

                                                                                                                                        alelima@usp.br

                                                                                                                                  www.patentes.usp.br

 

 

 

 

Informação sobre a PI:
Área(s):
Energia
Outros
Para mais informações, entre em contato:
Alexandre Venturini Lima
Universidade de São Paulo
55 11 3091 2938
alelima@usp.br
Inventores:
Palavras-chave:
© 2019. All Rights Reserved. Powered by Inteum