PROCESSO DE OBTENÇÃO DE COBERTURA À BASE DE CELULOSE BACTERIANA COM CALENDULA OFFICINALIS, PRODUTO OBTIDO E SEUS USOS

 

INTRODUÇÃO
O tratamento de feridas complexas recebe atenção especial dos profissionais da área da saúde e impactam a vida de cerca de 34,5 milhões de pessoas em todo o mundo. Busca-se uma assistência global visando à cura ou cicatrização e consequentemente a melhora da condição clínica e social dos pacientes.

Esta invenção se insere no campo da farmácia e da medicina, compreende uma cobertura para cicatrização de vários tipos de lesões da pele sob a forma de hidrogel à base de celulose bacteriana com tintura do extrato da planta medicinal Calendula officinalis.

Principais características:

- Trata-se de um produto biocompatível, atóxico, impermeável às bactérias, semitransparente, de fácil aplicação e fixação que mantém o local úmido e não danifica o tecido de granulação;

- Promove condições fisiológicas adequadas para a cicatrização favorecendo uma reparação tecidual mais rápida, minimizando a irritação do tecido envolvente;

- Apresenta custo de produção inferior ao dos produtos existentes no mercado;

- O processo de produção é fácil e rápido, todos os equipamentos e materiais podem ser encontrados no Brasil, obtido da planta Calendula oficinallis, a qual apresenta flores em quase todo o ano e a celulose bacteriana pode ser adquirida em grande quantidade e de forma rápida a partir da cultura das bactérias em laboratório.

 

APLICAÇÕES E PÚBLICO ALVO

Aplicado no tratamento de vários tipos de lesões da pele, por exemplo, feridas crônicas de difícil cicatrização.

Destina-se às indústrias que atuam no ramo farmacêutico.

 

 

Figura  - Comparação da cicatrização das feridas após a aplicação do hidrogel com Calendula officinalis para cada período avaliado 3 (a), 7 (b), 15 (c) e 30 (d) dias.                     

 

  ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO

   

Área: Saúde e Cuidados   0027/2019   Escola de Engenharia de São Carlos             Polo São Carlos

Patente protegida sob o nº:  BR102019013336-8                                                      eduardobrito@usp.br

                                                                                                                                      www.patentes.usp.br

Apoio e fomento: CAPES.

Informação sobre a PI:
Para mais informações, entre em contato:
Eduardo Vieira De Brito
ADMINISTRADOR
Universidade de São Paulo
55 16 3373 8052
eduardobrito@usp.br
Inventores:
PAULA RODRIGUES FONTES DE SOUSA MORAES
SIDNEY JOSÉ LIMA RIBEIRO
ANA MARIA MINARELLI GASPAR
Palavras-chave:
Calendula officinalis
Celulose bacteriana
Cicatrização de feridas
Hidrogel
Reparação tecidual
© 2019. All Rights Reserved. Powered by Inteum