PROCESSO DE OBTENÇÃO DA PROTEÍNA L-LISINA α-OXIDASE RECOMBINANTE E AVALIAÇÃO DO SEU POTENCIAL ANTITUMORAL

 

Introdução

A L-lisina α-oxidase (LO) de Trichoderma harzianum  pertence à família das L-aminoácido oxidases (LAAOs), uma classe de enzimas que podem ser encontradas em diferentes organismos e são alvo de grande interesse médico devido a sua alta citotoxicidade sobre diversos patógenos e linhagens de células tumorais.

A produção de proteínas recombinantes é uma ferramenta muito importante na busca por novas enzimas que afetem reações metabólicas essenciais para o crescimento celular tumoral. Nesse sentido, a enzima LO tem potencial antineoplásico por catalisar a reação de desaminação da L-lisina promovendo a depleção desse aminoácido do ambiente tumoral.

A presente invenção propõe um processo de produção recombinante de LO (rLO) de T. harzianum e a avaliação de seu potencial antitumoral, apresentando resultados significativos.

 

Objetivos

A invenção tem como objetivo a aplicação comercial do processo de obtenção da proteína L-lisina α-oxidase recombinante (rLO), pela sua importância como alvo de estudo na terapia anticâncer.

 

Aplicações e público alvo

a) A tecnologia pode ser aplicada no tratamento da câncer;

b) Indústrias farmacêuticas.

 

Informações adicionais:

Desenvolvida na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da Universidade de São Paulo (USP). A tecnologia está patenteada e disponível para licenciamento ou parceria com a USP para desenvolvimento industrial.

 

Estágio de desenvolvimento

 

Patente registrada sob n° BR 102016020994-3

Informação sobre a PI:
Para mais informações, entre em contato:
Flávia Oliveira Do Prado Vicentin
Universidade de São Paulo
55 (16) 3315-4591
foprado@usp.br
Inventores:
Palavras-chave:
© 2019. All Rights Reserved. Powered by Inteum