MÉTODO SIMPLES E RÁPIDO DE PURIFICAÇÃO DE PROTEÍNAS

 

Introdução

       Quando uma proteína é produzida por um microorganismo, muitas outras proteínas e moléculas são também produzidas. No entanto, muitas vezes é necessário obter a proteína na sua forma pura, para isso, resinas de purificação por afinidade são aplicadas, com a finalidade de se ligar apenas a proteína de interesse, as quais devem conter cauda de histidinas.

       As partículas aqui apresentadas permitem que a proteína de interesse se ligue de forma pura em um suporte magnético, o que abre mais possibilidades para sua utilização posterior. Uma vez que a proteína esteja ligada às partículas, ela pode ser utilizada diretamente em reações catalíticas, na sua forma imobilizada. As partículas podem ainda ser utilizadas concomitante à etapa de expressão extracelular da proteína de interesse.

       A invenção traz um método simples e rápido de produção de partículas ferromagnéticas à base de quitosana, glutaraldeído e AB-NTA, trazendo como avanço tecnológico a possibilidade de se purificar uma proteína recombinante e, logo em seguida, utilizá-la como enzima imobilizada em uma reação catalítica. Além de permitir que as partículas com a enzima imobilizada possam ser recuperadas através da ação de um campo magnético e assim serem reutilizadas em reações posteriores.

 

 

Objetivos

       A invenção tem como objetivo a produção e uso de partículas ferromagnéticas recobertas com quitosana, glutaraldeído e AB-NTA, capazes de purificar proteínas com cauda de histidina, de serem usadas como suportes na imobilização de enzimas e serem usadas, em seguida, em reações catalíticas.

 

Benefícios

a) Maior superfície de contato entre a solução da proteína a ser imobilizada e as partículas devido ao material microparticulado, e não superfície como anterioridades

b) Inovador em micropartículas que podem ser atraídas por ímãs visto que são ferromagnéticas

c) Eficácia comprovada das partículas em obter a proteína recombinante de interesse pura, ou seja, sem contaminantes

d) Partículas contendo enzimas imobilizadas podem ser aplicadas diretamente em reações catalíticas

e) Possibilidade de as partículas serem utilizadas durante a expressão da proteína, o que traria agilidade ao processo de produção, purificação e imobilização.

f) Modo de obtenção mais simples, com menos etapas até a obtenção do produto final

 

Aplicações

       A presente tecnologia é aplicada na agropecuária ou energia.

 

Público alvo: Empresas do setor farmacêutico, químico, têxtil, biotecnológico, agropecuário e de energia.

 

Parceiros: FAPESP

Patente registrada sob n° BR 102016021095-0

Informação sobre a PI:
Para mais informações, entre em contato:
Flávia Oliveira Do Prado Vicentin
Universidade de São Paulo
55 (16) 3315-4591
foprado@usp.br
Inventores:
Palavras-chave:
© 2019. All Rights Reserved. Powered by Inteum