Identificação de Espécies de Madeira por Meio de Sensores de Gás Baseados em Polímeros Condutores

 

Introdução

A proteção de determinadas espécies de árvores tropicais consiste numa grande preocupação ambiental nos dias de hoje. A semelhança entre diferentes espécies de madeira dificulta o processo de identificação, que requer a presença de um especialista e de equipamentos caros e não-portáteis, e permite que atividades ilegais de extração de madeira ocorram com relativa frequência.

 

Objetivos

Desenvolvimento de um nariz eletrônico, formado por um conjunto de sensores de gás, capaz de distinguir espécies de madeira semelhantes. O equipamento deve ser portátil, fácil de operar, apresentar baixo custo, rápida resposta (alguns minutos) e ter tempo de vida longo.

 

Aplicações e público alvo

• Identificação de espécies de madeira semelhantes, p. ex. (a) mogno (Swietenia macrophylla) e cedro (Cedrela fissilis) e (b) imbuia (Ocotea porosa) e canela-preta (Ocotea catharinensis).

• Aplicação na área de identificação e controle de exploração madeireira.

• Potenciais interessados: IBAMA, indústrias de gestão ambiental e madeireiras.

 

 

Estágio de desenvolvimento
 

Parceiros: CNPq

Patente protegida sob o nº: P.I. 1.003.390-4

Informação sobre a PI:
Para mais informações, entre em contato:
Alexandre Lima
Universidade de São Paulo
alelima@usp.br
Inventores:
Juliana Ribeiro Cordeiro
Jonas Gruber
Rosamaria Wu Chia li
Gregório Cardoso Tápias Ceccantini
Leonardo Ventura
Roberto Marcondes Cesar Junior
Gustavo Pamplona Rehder
Marcelo Nelson Páez Carreño
Fernanda Ferraz Camilo
Erica Sayuri Takahashi
Palavras-chave:
© 2019. All Rights Reserved. Powered by Inteum