Fibras Monocristalinas de Elemento Químico para Aplicações em Sensores de pH no Esôfago Humano

 

Introdução

Devido às propriedades eletroquímica, a combinação do antimônio e de seu óxido tem sido utilizada como eletrodos em sensores para determinação de pH. Presentemente, eles possuem grande interesse na determinação de pH “in vivo” de sistemas biológicos, constituindo uma excelente alternativa aos frágeis sensores miniaturizados de vidros. Como os monocristais de antimônio são frágeis e desenvolvem microtrincas quando submetidos a processos de cortes e polimento, é de fundamental importância que eles sejam preparados nas dimensões ideais para as aplicações.

Objetivos

Desenvolvimento de métodos e de cadinhos especiais para preparação de fibras monocristalinas de antimônio com dimensões apropriadas para aplicações em eletrodos para determinação de pH, “in vivo”, no corpo humano.

 

Aplicações e público alvo

-Materiais para Biomedicina;

-Laboratórios de Análises Clínicas.

 

Estágio de desenvolvimento
 

Parceiros: Alacer Biomédica Ltda.
Patente registrada sobre n° BR 10 2012 023811-0

Informação sobre a PI:
Para mais informações, entre em contato:
Alexandre Lima
Universidade de São Paulo
alelima@usp.br
Inventores:
José Pedro Andreeta
Marcello Rubens Barsi Andreeta
Palavras-chave:
© 2019. All Rights Reserved. Powered by Inteum