Estudo da atividade esquistossomicida da Mentha piperita. L contra Schistosoma mansoni – in vitro e in vivo

 

Introdução

A Esquistossomose mansonica afeta mais de 250 milhões de pessoas e para o tratamento a droga de escolha é o Praziquantel. Não há referências do efeito de Mentha piperita L. contra o Schistosoma mansoni. Recentemente, foi demonstrado efeito anti-S. mansoni, além de efeitos anti-inflamatórios no modelo animal da infecção com S. mansoni, sendo o primeiro estudo que relata a atividade esquistossomicida da M. piperita L. (Mp). Um promissor composto para o tratamento da esquistossomose com potencial para o desenvolvimento de um fitoterápico contra essa doença.

 

Objetivos

Avaliar os efeitos in vitro e in vivo do extrato de Mentha piperita L. contra Schistosoma mansoni. 

 

 

Aplicações e público alvo

A proposta desse invento é o desenvolvimento de um fitoterápico que auxilie no tratamento da esquistossomose mansônica.

 

 

Estágio de desenvolvimento

 

Parceiros: UFSCar e UNESP

Patente protegida sob o nº: PI 1101052-5

Informação sobre a PI:
Para mais informações, entre em contato:
Alexandre Lima
Universidade de São Paulo
alelima@usp.br
Inventores:
Fernanda De Freitas Anibal
Luis Vitor Silva Do Sacramento
Vanderlei Rodrigues
Lizandra Guidi Magalhães
Ricardo De Oliveira Correia
Naiara Naiana Dejani
Palavras-chave:
© 2019. All Rights Reserved. Powered by Inteum