Dispositivo Intraocular de Liberação Prolongada de Talidomida

 

Introdução

A neovascularização ocular  é uma das principais causas de cegueira em todo o mundo. Níveis elevados do Fator de Crescimento Endotelial Vascular (VEGF) no vítreo são os responsáveis por esta proliferação de neovasos patológicos. Nos últimos anos,  tem-se visto um intenso esforço para o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas  anti-angiogênicas do segmento posterior do olho.

Objetivos

A Talidomida possui propriedades anti-angiogênicas comprovadas. Este implante de liberação prolongada, dentro da cavidade vítrea, reduzirá os níveis de VEGF, contribuindo para a regressão dos neovasos que surgem  em várias doenças oculares que potencialmente  levam à cegueira.

 

Aplicações e público alvo

• Para um grande contingente de pacientes com doenças como Degeneração Macular Relacionada à Idade e Retinopatia Diabética Proliferativa, dentre outras;

• Indústria farmacêutica

 

Estágio de desenvolvimento
 

Parceiros: FAPESP, UFMG, FUNED

Patente registrada sob n° BR 10 2012 009316-2 

Informação sobre a PI:
Para mais informações, entre em contato:
Alexandre Lima
Universidade de São Paulo
alelima@usp.br
Inventores:
Rodrigo Jorge
Silvia Ligório Fialho
Marcela Cristina Morais De Souza
Pedro Alcântra Fonseca De Souza
Gustavo De Oliveira Fulgêncio
Palavras-chave:
© 2019. All Rights Reserved. Powered by Inteum