DESENVOLVIMENTO DE DISPOSITIVO PARA A DETECÇÃO DO HORMÔNIO MELATONINA

 

INTRODUÇÃO
          A melatonina é um hormônio presente na maioria dos seres vivos e é um dos mais antigos indicadores biológicos da natureza. A melatonina é o hormônio que marca o escuro, e, portanto, em humanos prepara o organismo para as horas de sono. A melatonina também tem função anti-inflamatória. Sua produção diária é bloqueada quando o organismo se defende de alguma agressão, e é restabelecida quando a infecção foi combatida.

            Vários estudos demonstraram que níveis anormais de melatonina estão relacionados a doenças como hipertensão, diabetes tipo II, depressão, insônia e alguns tipos de câncer, como mama e colorretal. No caso de glioblastomas (câncer de cérebro) os tumores que produzem melatonina são menos agressivos que os que não produzem melatonina. Consequentemente, a detecção e quantificação da concentração sérica desse hormônio é uma ferramenta importante para o campo da medicina. A detecção desse hormônio geralmente é realizada por testes ELISA e radioimunoensaio, que, apesar da precisão, apresentam altos custos e demandam tempo e pesquisadores especializados.

            Por isso, é necessário desenvolver técnicas mais simples e acessíveis. Os sensores eletroquímicos são dispositivos de baixo custo, realizam análises rápidas e possuem uma construção simples, apresentando também grande potencial de industrialização. Aqui nós desenvolvemos um biossensor eletroquímico para detectar e quantificar o hormônio melatonina baseado em voltametria cíclica através de filmes finos de PANI / PVS (polianilina / poli (ácido vinil sulfônico)). Uma plataforma ITO foi revestida com polímeros condutores PANI / PVS usando a técnica de camada por camada. O biossensor foi capaz de detectar melatonina em uma faixa de concentração de 10 -4 a 5x10 6 mol.L-1. O limite de detecção foi de 2,824x10-6 mol.L-1 e o eletrodo foi estável sob medidas sucessivas. 

 

APLICAÇÕES E PÚBLICO ALVO

         Pode ser utilizada no campo da biotecnologia. Empresas especializadas em desenvolvimento de sensores.

 

 

  

                                                                          Figura: Força Atômica Microscópica                 

 

  ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO

   

 

Área: Outros   0109/2015   Instituto de Fìsica de São Carlos                                             Polo São Carlos

Patente protegida sob o nº:  BR102016012761-0                                                            eduardobrito@usp.br

                                                                                                                                             www.patentes.usp.br

Informação sobre a PI:
Para mais informações, entre em contato:
Flávia Oliveira Do Prado Vicentin
Universidade de São Paulo
55 (16) 3315-4591
foprado@usp.br
Inventores:
Valtencir Zucolotto
Regina Pekelmann Markus
Laís Canniatti Brazaca
Juliana Cancino Bernardi
Camila Barbosa Bramorski
Bruno Campos Janegitz
Palavras-chave:
© 2019. All Rights Reserved. Powered by Inteum