COMPOSIÇÃO PARA O TRATAMENTO DO HERPES SIMPLEX TIPOS 1 E 2, MÉTODO PARA OBTER E APLICAR

 

INTRODUÇÃO
         Herpes Simplex é uma infecção viral comum que atinge milhões de pessoas ao redor do mundo. Ela é transmitida de várias maneiras, como através de utensílios compartilhados, beijo e até relações sexuais (tipo 2), ocasionando feridas e pequenas bolhas na região lesionada. Não existe cura para a herpes, ela surge quando o sistema imunológico do indivíduo está debilitado, contudo causa grande desconforto, gerando constrangimento quando em região aparente.

             Há vários agentes antivirais que são ativos contra o vírus do herpes, porém a maioria dos tratamentos disponíveis somente acelera a remissão das lesões e sintomas associados. Ou seja, o que se tem disponível para uso são medicamentos de ação sistêmica ou local por meio de géis/pomadas/cremes contendo agentes antivirais. No entanto, as recidivas são muito comuns dependendo do estado imunológico do indivíduo ou de exposições a fatores hormonais e ambientais. Assim, as preparações antivirais de uso tópico, têm eficácia limitada especialmente sobre sinais e sintomas e formação de crosta durante o processo de cicatrização, pois não oferece proteção a lesão.

          Dessa maneira, a presente invenção refere-se aos processos de obtenção e uso de uma composição farmacêutica eficiente para o tratamento do herpes simplex, com características estéticas e sensoriais apropriadas para uso. Assim, sua composição é efetiva na terapia tópica local para o herpes periódico com apenas três aplicações, uma a cada 8:00h, promovendo a penetração dos fármacos através da pele em quantidade que atende a necessidade clínica, sem causar irritação ou outros danos, nem constrangimento ao usuário, em função da qualidade cosmética da preparação. Além disso, após a aplicação e contato com o ar, seca formando um filme fino, adesivo, oclusivo, transparente, flexível e de fácil remoção do local aplicado proporcionando proteção à lesão. 

APLICAÇÕES E PÚBLICO ALVO

          Utilizado no tratamento de Herpes Simplex tipo 1 e 2. Indústria farmacêutica.

 

               

 Figura : Aspecto da composição no momento da aplicação e após a rápida secagem e formação de filme fino para proteção.              

  ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO

            

     

 

Área: Saúde e Cuidados Pessoais    0005/2018    FCFRP                  Polo Ribeirão Preto e Bauru

Pedido de Patente protegida sob o nº:  BR102018073081-9                        foprado@usp.br

                                                                                                                       www.patentes.usp.br

 

Apoio e fomento: FAPESP e CNPq

Processo nº2015/26138-4, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). “As opiniões, hipóteses e conclusões ou recomendações expressas neste material são de responsabilidade do(s) autor(es) e não necessariamente refletem a visão da FAPESP.”

                                                                                                        

Informação sobre a PI:
Para mais informações, entre em contato:
Flávia Oliveira Do Prado Vicentin
Universidade de São Paulo
55 (16) 3315-4591
foprado@usp.br
Inventores:
Amanda Cristina Funari Silva
Maíra Peres Ferreira
Osvaldo De Freitas
Vinicius Pedrazzi
Palavras-chave:
© 2019. All Rights Reserved. Powered by Inteum