CÉLULA ELETROQUÍMICA PARA ESPECTROSCOPIA DE INFRAVERMELHO, ESPECTRÔMETRO UTILIZANDO A MESMA E SISTEMA DE ESPECTROSCOPIA DE INFRAVERMELHO

 

INTRODUÇÃO
A eletroquímica é um ramo da química que estuda as relações entre fenômenos químicos e elétricos, parte desta área estuda mudanças químicas quando existe uma passagem de corrente elétrica. Uma técnica analítica que pode ser acoplada à eletroquímica para simultaneamente gerar informação estrutural do analito é a espectroscopia de infravermelho.

Atualmente, não é previsto no estado da técnica, uma técnica ou sistema que seja capaz de controlar finamente uma camada de água de forma que ela possua uma espessura menor que 10 μm, minimizando assim o sinal interferente da água e melhorando o sinal referente à amostra que chega no detector.

A presente invenção se insere na área da química, mais especificamente na área de química analítica e particularmente descreve uma célula eletroquímica para espectroscopia de infravermelho destinada à análise das mudanças vibracionais de componentes químicos presentes na superfície de eletrodos, por microscopia de infravermelho multiplex.

Para solucionar os problemas das técnicas anteriores, destacam-se entre as suas principais características:

- Apresenta disposições dos eletrodos em relação à lente objetiva do microscópio, proporcionando maior facilidade de operação e substituição dos eletrodos;

- Pode ser confeccionado em no máximo 5 dias;

- Possui qualidade durável, feito com materiais resistentes e inertes como o polímero Politetrafluoretileno.

 

 APLICAÇÕES E PÚBLICO ALVO

O presente produto visa a obtenção de informação multiplex para uma análise por microscopia infravermelho acoplada resolvida no espaço à eletroquímica.

Destina-se aos fabricantes de espectrômetros e equipamentos eletroquímicos.

Figura - Vista em perspectiva superior frontal da célula eletroquímica aplicada a um espectrômetro.

 

ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO

 

Área: Energia   0086/2018   Instituto de Química de São Carlos                                Polo São Carlos

Patente protegida sob o nº:  BR102019001293-5                                                        eduardobrito@usp.br

                                                                                                                                         www.patentes.usp.br

 Apoio e fomento: FAPESP*.

*Processo nº 2013/14262-7, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). “As opiniões, hipóteses e conclusões ou recomendações expressas neste material são de responsabilidade dos(s) autor(es) e não necessariamente refletem a visão da FAPESP".

Informação sobre a PI:
Área(s):
Energia
Outros
Para mais informações, entre em contato:
Eduardo Vieira De Brito
ADMINISTRADOR
Universidade de São Paulo
55 16 3373 8052
eduardobrito@usp.br
Inventores:
FRANK NELSON CRESPILHO
LUCYANO JEFFERSON ALVES DE MACÊDO
Palavras-chave:
Eletroquímica
Espectroscopia
Microscopia
Multiplex
© 2019. All Rights Reserved. Powered by Inteum